20 de abril de 2010

C'est la Vie.

A vida é a mais bela de todas as danças.
Começa com pequenos passos de timidez infantil ao som da calma música, acanhadamente a tentar executar passos mais arrojados com a inocência da idade, conhece o novo toque do seu parceiro, abrindo assim caminho para novas amizades.
Vai crescendo ao ritmo da música que inesperadamente explodiu em euforia. O primeiro passo arrojado foi executado com distinta graciosidade acompanhada com a recente música agitada. Uma euforia de viver implodiu no seu espírito e arriscou todos os seus rebuscados passos de dança. Começa a viver a vida com alma de adolescente, aproveitando cada segundo, sugando toda a experiência e felicidade que esse mesmo segundo lhe podia proporcionar.
Dança como nunca antes tinha dançado, mata toda a sua inocência e vergonha e ergue a súbita euforia.
Mas todo este ritmo de dança foi abrandando, começando agora a nascer a responsabilidade de executar uns passos mais subtis e conscientes. Toma decisões importantes, arriscando por uns caminhos e desacreditando outros. Estes novos passos tornam-na mais adulta, acabando com a rebelde adolescência.
Os sincronizados tranquilos passos clássicos eram uma forma de contemplação da própria dança, como qualquer adulto faz com a sua própria vida.
A dança então vai perdendo ritmo e vitalidade, devido ao cansaço dos belos bailarinos. Não passa muito tempo para que a dança se comece a arrastar, perdendo com cada novo movimento a euforia de vida de outrora.
De um momento para o outro, o passo errado pode ser fatal, a bailarina tropeça e cai no meio do chão de madeira. Com ela cai a dança que morre, como a vida.

20 comentários:

  1. Vai Ricky, vai Ricky :D

    Bom texto mesmo ^^

    ResponderEliminar
  2. *-* Quando há aquelas situações
    que nos fazem sentir vergonha
    mas que nos sentimos bem , é bom :]

    Gostei tanto do teu texto,
    nunca tinha pensado na vida dessa maneira .

    (:

    ResponderEliminar
  3. Perfeito :) queremos todos ser jovens para sempre nao e?

    ResponderEliminar
  4. é obra d'arte +.+
    admite que quase te mudaste pro Benfica :p

    ResponderEliminar
  5. O blog está todo catita...mas eu gostava bastante de como estava antes tambem.
    Adorei a comparação com a dança...dança é vida e é tão verdade!
    Beijo grandE*

    ResponderEliminar
  6. i like it. :)

    Mas se a minha vida fosse comparada à forma como eu danço... meu Deus, seria um desastre total!

    A bailarina vai-se cansar... E a dança terá de terminar, por muito que ela queira continuar, infelizmente :/

    ResponderEliminar
  7. Ainda te encontro algures no moche (odeio moches mas nasce sempre algum onde eu estou). E quanto à calçada oh colega bloguista, estava a ser irónicaaaa!! Não perdes uma...bem bem...eh eh

    Beso*

    ResponderEliminar
  8. Infelizmente é mesmo nessa realidade que nos debruçamos :s

    ResponderEliminar
  9. para mim nao, a namorada oferece :p

    ResponderEliminar